sábado, 8 de abril de 2017

C11.f. - Queimou Jesus No Inferno?

(DID JESUS BURN IN HELL?)

- Por
Herb Evans

- Tradução por Valdenira N.M. Silva, 2017.




Temos tido conhecimento (por algum tempo) que há uma diferença de opinião, sobre se Jesus foi para o inferno ou não. Quando éramos pequenos bons luteranos, costumávamos recitar o Credo dos Apóstolos, ou seja, "... foi crucificado, morto e sepultado; desceu ao inferno, e ao terceiro dia ressuscitou dentre os mortos. ..." [versão grega de 650 dC]. Nós nunca consideramos o

assunto valer a neura de mergulhar para estudá-lo, até que algumas novas variações do mesmo apareceram, às quais assombram nossa imaginação. Uma tal teoria tem Jesus queimando no inferno resgatando a Si mesmo dos pecados, que Ele trouxe da cruz. Outra teoria tem Jesus queimando no inferno, fazendo expiação adicional por nossos pecados. A teoria mais suave é que Jesus foi para um inferno de fogo para depositar os nossos pecados (quando os nossos pecados estão a ser ditos estarem no fundo do mar, e estarem tão distantes de nós quanto o leste o é do oeste). Considere o seguinte:

O Silêncio do Novo Testamento

Atos 2:27, 31
27 Pois não deixarás a minha alma no inferno, Nem permitirás que o teu Santo veja a corrupção;31 Nesta previsão, disse da ressurreição de Cristo, que a sua alma não foi deixada no inferno, nem a sua carne viu a corrupção.

Se não fosse por Atos 2:27, 31 citando o VT, nem mesmo um indício de tal doutrina [Cristo ter descido ao inferno] poderia ser encontrado em qualquer lugar do Novo Testamento. Paulo, com repetidas referências ao Evangelho, à morte substitutiva, aos aspectos legais da justificação, salvação e perdão dos pecados, jamais menciona uma segunda expiação pelos pecados ou para redenção, nem [expiação em favor] de Jesus, nem o mesmo Jesus indo para um inferno em chamas.

Uma Definição De Termos

16 Ao som da sua queda fiz tremer as nações, quando o fiz descer ao INFERNO, com os que DESCEM à COVA; e todas as ÁRVORES DO ÉDEN, a flor e o melhor do Líbano, todas as árvores que bebem ÁGUAS, se CONSOLAVAM nas PARTES MAIS BAIXAS da TERRA.18 A quem, pois, és semelhante em glória e em grandeza entre as ÁRVORES DO ÉDEN? Todavia serás precipitado com as árvores do Éden às partes mais baixas da terra; no meio dos incircuncisos jazerás com os que foram traspassados à espada; este é Faraó e toda a sua multidão, diz o Senhor DEUS. (Ez 31:16,18)

É importante, quando se discute questões como esta, se definir os termos de cada pessoa. O que nós ou os outros queremos dizer com a palavra INFERNO e QUAL É O INFERNO é ser discutido, uma vez que existem vários, incluindo o INFERNO MAIS BAIXO. Estamos nós falando de um confinamento [isolado e] dentro do inferno de fogo ou de um confinamento dentro do inferno- paraíso, um inferno que temporariamente alojou os santos do Velho Testamento, bem como os condenados, em dois compartimentos [separados]? O inferno é dividido em duas partes, o inferno- paraíso e o inferno- abismo (ambos localizados nas partes mais baixas baixas da terra - Ezequiel 32:18;. Isa 44:23.). Nós não nos importamos com a definição frouxa de hoje a respeito do inferno, [a qual o vê somente como a] oposição à sua configuração anterior [o inferno- paraíso] (agora esvaziado de santos), que existia nos tempos do Antigo Testamento. [Cada um de] os santos uma vez única vez foram para a parte- paraíso do inferno / Sheol / Hades, e os perdidos [cada um de uma vez por todas] foi para a parte abismo, em fogo, do inferno / Sheol / Hades.

"inferno, n [.. ME Helle; AS hel, inferno, de Helan, para cobrir, esconder.] 1 na Bíblia, o lugar onde os espíritos dos mortos estão: identificado com Sheol e Hades." - Webster New Twentieth Century Dictionary, William Collins Publishers, Inc. 1979)

A parte- abismo do inferno tem lados e é o destino final de Satanás (Is 14:15).; ele está conectado com vergonha (Ezequiel 32:25, e Davi esperava que seus inimigos para lá iriam (Sl 63:. 9.) A porção paraíso era um lugar de gritar de vitoriosa alegria e cantar, onde os santos do Antigo Testamento foram reunidos a seus pais (Gn 25: 8; 49:33; Juízes 2:10, 2 Crônicas 34:28) Era um lugar onde os santos podiam ver os perdidos através de um grande abismo (Lucas 16). Samuel, que já estava lá, disse a Saul que ele e seus filhos estariam se juntando a ele no dia seguinte (1 Sam 28:11-19). É um lugar onde os santos do Antigo Testamento foram consolavam nas partes mais baixas da terra com a água e as árvores do Éden (Ezequiel 31:16, Lucas 16) Se é esta parte do inferno que as pessoas dizem que Jesus foi, podemos facilmente estar com eles. Todavia, se é para a parte em chamas do do inferno- abismo que eles dizem que Jesus foi, nós rejeitamos uma tal teoria, pelas seguintes razões.

Está consumado!

Lc 23:43 E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso. ACF2007
Mt 27:46 E perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? ACF2007
Lc 23:46 E, clamando Jesus com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isto, expirou. ACF2007
Jo 19:30 E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito. ACF2007

Foi necessário sofrimento adicional [sobre o Cristo] - depois da cruz? Havia ainda alguns pecados não lavados e não debaixo do sangue? A lei e suas exigências e os tipos punitivos de Levítico não estavam satisfeitos nem completamente cumpridos no Calvário? Existe outro lugar onde os pecadores podem ficar livres de todas suas manchas de culpa? As respostas a essas perguntas devem ser encontradas na declaração de Jesus: "Está consumado". TODAS as exigências punitivas da lei foram terminadas no Calvário! Depois que Jesus morreu e foi abandonado, Ele confiou Seu espírito nas mãos do Pai, o Qual colocou Seu Espírito e Alma sem pecado (assim como o do ladrão salvo) para dentro do paraíso (não o inferno ardente) naquele mesmo dia. O inferno não é apenas uma eternidade de doloroso tormento; é também uma eternidade de separação do Pai. Jesus, o eterno, experimentou dor eterna e separação eterna do Pai, na cruz. Ele sofreu tormento eterno em Seu corpo, alma e espírito. . . sobre a cruz.
UM único Sofrimento, UM único sacrifício, UMA ÚNICA VEZ!

1Jo 1:7 Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o SANGUE
[não a fumaça] de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. ACF2007
Hb 9:26-28  26 De outra maneira, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo. Mas agora na consumação dos séculos UMA VEZ se manifestou, para aniquilar o pecado pelo
[UM] sacrifício de si mesmo. 27 E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo, 28 Assim também Cristo, oferecendo-se UMA VEZ para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação. ACF2007
Hb 10:10 Na qual vontade temos sido santificados pela oblação do corpo de Jesus Cristo, feita
DE UMA VEZ POR TODAS. KJV
Hb 10:12 Mas este, havendo oferecido PARA SEMPRE UM ÚNICO sacrifício pelos pecados, está assentado à destra de Deus, ACF2007
Hb 10:14 Porque com uma só oblação aperfeiçoou PARA SEMPRE os que são santificados. ACF2007
Hb 10:17 E JAMAIS me lembrarei de seus pecados e de suas iniqüidades. ACF2007
Hb 10:18 Ora, onde remissão destes, NÃO
MAIS mais oblação pelo pecado. KJV
1Pe 3:18 Porque também Cristo padeceu UMA VEZ pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito; ACF2007

Cristo morreu uma só vez, sofreu uma só vez, fez um só sacrifício e uma só oferta e anulou o pecado de uma vez para sempre. Desde aquele tempo, esses pecados NÃO MAIS foram lembrados ! Uma segunda expiação, sacrifício ou oferta seriam um duplo pagamento, implicando que o primeiro pagamento (o corpo e o sangue de Jesus) não foi suficiente para pagar por TODO [o meu pecado]. A pregação da cruz é o poder de Deus, não o é a pregação de eventos não mencionados que [possivelmente] aconteceram ou não aconteceram em um inferno ardente. As profecias / tipos punitivos messiânicos / levíticos referem-se ao relato de crucificação e não a um evento mencionado em Atos. Cristo apareceu uma vez por todas, para pôr de lado o pecado por meio de um só sofrimento e por um único sacrifício / oferta de Seu próprio corpo, na cruz. Cristo pagou e levou [sobre Si] os pecados uma [só] vez e não duas vezes. Um segundo sacrifício / oferta ou sofrimento foi desnecessário.

Será Que Isto Realmente Diz Que Jesus Foi para o Inferno?

Sl 16:10 Pois NÃO DEIXARÁS a minha alma PARA o inferno, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção.
At 2:27 Pois NÃO DEIXARÁS a minha alma
PARA o inferno, Nem permitirás que o teu Santo veja a corrupção;
At 2:31 Nesta previsão, disse da ressurreição de Cristo, que a sua alma NÃO FOI DEIXADA
PARA o inferno, nem a sua carne viu a corrupção.

Esta passagem, em Atos, é uma referência à profecia messiânica do Salmo 16:10. Foi proferida em referência à "ressurreição" e não a qualquer sacrifício ou sofrimento. Na verdade, a alma de Jesus tinha que ir a algum lugar. No entanto, a ênfase, aqui, não é a de certos "Credo dos Apóstolos" campeões. A ênfase pertence ao corpo incorruptível e temporariamente sem alma de Jesus. Não diz que Jesus "FOI" para um inferno ardente. Ele não diz isso aqui nem em qualquer outro lugar. Tal teoria deve ser assumida, interpretada, interpolada e lida nestas passagens, mas não pode ser lida delas. Isto [sendo profetizado] é a verdade da ressurreição e não a verdade redentora.

Os valentões briguentos [impositores] do Credo dos Apóstolos assumem que a única interpretação possível das palavras DEIXARÁS e FOI DEIXADA deve ser interpretada como PERMITIU PERMANECER [lá já estando]. Tal definição é legítima, mas não a única. Webster também traduz LEAVE (e seus particípios) como [ir para] ABANDONAR e [ir para] DEIXAR ESQUECIDO, definições que são consistentes com o Texto Autorizado em INGLÊS, bem como o GRÉGO e o Texto HEBRAICO. Foi prometido a Jesus o oposto do que a polícia do "Credo dos Apóstolos" dos protestantes insiste [em dizer]. Foi prometido a Jesus, tal como a Davi [Sl 16:10] ,não ser tomado e abandonado nem tomado e deixado esquecido em um inferno ardente, e também não ter sua carne sendo corrompida. Isto é o que foi dito que não aconteceria, ao invés de isso aconteceria.

Quando [no passado] voamos da Califórnia para a Pensilvânia, a nossa bagagem não foi [tomada para ser] DEIXADA em Indiana; nunca esteve em Indiana, e nem nós nem o avião nunca pisamos em Indiana. Quando fomos ao zoológico, se tivéssemos prometido aos nossos netos que não iríamos abandoná-los nem deixá-los esquecidos na jaula do leão, eles nunca precisariam estar dentro da jaula do leão para tal promessa funcionar! Jesus nunca esteve em um inferno ardente! No entanto, se o inferno paraíso é o significado, [então isso] envolveu a porção- paraíso do inferno e não a parte de punição do inferno.


 

Será que Davi Foi a um Inferno E Foi Queimado?
 

10 Pois não DEIXARÁS a minha alma PARA o inferno, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção. Salmo 16:10

Estudantes de profecia sabem que as profecias messiânicas também se aplicam às próprias experiências e / ou às expectativas do escritor. Muitas vezes, os escritores nem sequer sabem da natureza profética de suas próprias experiências ou escritos. Davi esperava que sua alma ("minha alma") fosse para um inferno ardente, ou esperava que sua alma escapasse [depois de ali estar]? A primeira declaração de Davi é obviamente destinada a se aplicar a si mesmo e ao Messias. Ainda assim, mais significativo, a segunda declaração de Davi, formulada de forma diferente, não poderia ser aplicada a si mesmo e ao Messias. Ele diz, "nem permitirás que o teu Santo veja a corrupção". O corpo de Davi viu corrupção, mas o Santo, o corpo do Messias, não foi corrompido.

Onde foi Jesus depois que Ele morreu?

    Lc 23:43 E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que HOJE estarás comigo no Paraíso. ACF2007
   
Mt 12:40 Pois, como Jonas esteve TRÊS DIAS E TRÊS NOITES no ventre da baleia, assim ESTARÁ o Filho do homem três dias e três noites NO SEIO DA TERRA. ACF2007
   
1Pe 3:17-20  17 Porque melhor é que padeçais fazendo bem (se a vontade de Deus assim o quer), do que fazendo mal. 18 Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito; 19 No qual também foi, e pregou aos espíritos em PRISÃO; 20 Os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de Deus esperava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas (isto é, oito) almas se salvaram pela água; ACF2007
   
Mt 27:52 E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados; ACF2007
   
Mt 27:53 E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos. ACF2007
   
Sl 68:18 Tu SUBISTE ao alto, levaste cativo o CATIVEIRO, recebeste dons para os homens, e até para os rebeldes, para que o SENHOR Deus habitasse entre eles. ACF2007
   
Ef 4:8-10  8 Por isso diz: Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro, E deu dons aos homens. 9 Ora, isto — ele subiu — que é, senão que também antes tinha DESCIDO às PARTES MAIS BAIXAS DA TERRA? 10 Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas. ACF2007
 
  Ef 4:8-10  8 Por causa disso Ele (Deus) diz: "Havendo ascendido ao alto, Ele (o Cristo) levou cativo [o] cativeiro, e deu dons  aos homens."  9 (Ora, isto, "Ele ascendeu", que é, senão que também Ele desceu, antes (disso), para dentro das partes mais baixas da terra? 10 Aquele havendo descido, o mesmo é também Aquele (, depois,) havendo ascendido muito acima de todos os céus, a fim de que tornasse- plenas  todas as coisas.)  LTT-ComNotas

Onde estava Jesus, [depois do morte e antes da a ressurreição? Ele não desceu para um inferno ardente; Ele desceu para as PARTES INFERIORES DA TERRA. Ele não estava queimando! Ele estava pregando aos espíritos no seio de Abraão, ou aos espíritos perdidos [dirigindo sua voz] através do grande abismo, ou aos anjos que pecaram, ou a uma combinação de ambos ou de todos os três. Uma vez que há mais de um inferno, as escrituras fazem uma distinção entre o paraíso da prisão de Abraão (que é chamado de cativeiro) e o tormento na prisão (o outro lado do grande golfo). Ou seja, um inferno ardente (Lucas 16:24, 26).
Jesus tinha prometido ao ladrão que o tal iria para este paraíso temporário com Ele [Jesus] naquele mesmo dia. Depois, Jesus ressuscitou dentre os mortos e ressuscitou alguns dos habitantes do Seio de Abraão, a prisão, o paraíso. Ele deu presentes aos homens, libertando-os de seu cativeiro temporário. O caminho para o Santíssimo estava agora aberto. O único sacrifício tinha sido feito. Agora, [ao morrerem] os santos redimidos podem ir diretamente para um paraíso celestial, ao invés do lugar do seio de Abraão, um paraíso de prisão intermediário (eles foram libertados da prisão ou cativeiro para ir para a glória). Deixe que os [católicos e] protestantes mantenham o seu "credo dos apóstolos."




- Por Herb Evans

- Tradução por Valdenira N.M. Silva, 2017.