terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

CalvinoVsBíblia - 0. Preliminares

Calvinismo (TULIP) Contrastado Contra a Bíblia.


    Hélio de Menezes Silva, jan. 2017
   

    Antes de Começar, 1: Por que Ponderarmos Sobre o que é o Calvinismo?

(adaptação a partir de http://kirbyhopper.com/the-monster-god-of-calvinism/ )
   
    A mais mortal e medonhamente eficaz armadilha do calvinismo é seu apelo:
·             à VAIDADE e ORGULHO intelectual ("oh, como o total do calvinismo é tão maravilhosamente complexo!... Mas eu finalmente o entendi!!! Ah, tornei-me gênio como meu "guru", sou superior aos crentes comuns!") e

·             à VAIDADE e ORGULHO ESPIRITUAL ("oh, como me tornei humilde! Como sou espiritual, a prova é eu ficar tão feliz em engolir tudo dos calvinistas sem nenhum desejo de investigar mais na Bíblia!! Sou superior aos crentes comuns!")
   
    - Primeiro somos intimidados, esmagados, deslumbrados, fascinados pelo que parece ser o ápice do eruditismo,
    - Depois somos cooptados, nos tornamos eruditólatras (adoradores da erudição e dos eruditos, morrendo de amores e, se necessário, dando a vida defendendo-os),
    - Depois o vírus inoculado nos domina,
. passamos a viver pronunciando, em suprema reverência, os nomes "SANTO Padre Agostinho" e "Calvino",
. a citar as Institutas e a Confissão de Westminster como se fossem a autoridade final em quase tudo,
. batistas começam a duvidar da incessante existência, desde o século 1, de igrejas de doutrina batista,
. começam a se considerar herdeiros da Reforma (portanto, dos Católicos),
. a não exigir "rebatismo" (imersão) para um aspergido tornar-se membro das suas igreja de nome batista,
. a invejar o batismo infantil como forma de seus filhos confirmarem algum benefício quanto eleição e salvação,
. a adotar a teologia do Pacto (a Igreja Universal e invisível sobre a terra tornando-se a continuação de Israel),
etc,
    - Tornamo-nos papagaios incessantemente repetindo (papagaiando) as palavras que nos foram ensinadas pelos nossos "gurus" vivos ou mortos, começam a invejar o batismo infantil
    - Finalmente, nos tornamos super- aguerridos (às vezes grosseiros ou causando mortais feridas) propagadores do calvinismo,
    - Nossa principal meta passando a ser querer debater e brigar sem parar com todo crente até "convertê-lo" ao calvinismo,
    - E amargamente caluniando-o e separando-nos dele se não conseguirmos "convertê-lo".

    Milhares de milhares de crentes dos mais sinceros e estudiosos (todos os tipos de anabatistas desde o século 1 até o 16, e mennonitas, batistas gerais, batistas do livre arbítrio, metodistas, Plymouth brethren (irmãos, casa de oração), nazarenos, quase todas as vertentes pentecostais, a maioria dos batistas independentes), têm, cada um, lido toda a Bíblia dezenas de vezes, ouvido milhares de sermões, lido centenas de livros doutrinários, ido a seminários e pregado em igrejas, tudo isso onde sequer se mencione Agostinho e calvinismo, e nunca conheci ou ouvi falar de um só crente que tenha se tornado calvinista sem ter sido por um calvinista ensinado, deslumbrado e (mortalmente?) contagiado. Desafio alguém me achar, em todo mundo atual, um calvinista que isso tenha se tornado sem nunca, antes, ter tido contato com qualquer outro calvinista que o influenciou.
   
    Mas TODO calvinista que conheci e que veio de casa e igreja não calvinista, me diz mais ou menos assim:
    "Hélio, eu era salvo, sincero, estudioso, pregava e ensinava durante anos, era maravilhosamente usado por Deus, ardente em evangelismo, mas era completamente cego e burro como os crentes mais inferiores, não conseguia entender nada sobre a verdadeira doutrina da soberana graça de Deus, até que um dia, muitos anos depois, conheci o mais genial e profundamente espiritual e santificado professor- de- seminário/ livro/ pastor/ igreja, e somente então enxerguei e me tornei calvinista, etc., e tenho muita pena dos crentes inferiores que ainda não passaram para o vagão de primeira classe do cristianismo."
   
    A linha de raciocínio é a seguinte:
    "Sim, reconheço que Deus diz algumas coisas difíceis de engolir. Mas as pessoas espirituais as engolem sem ter que procurar investigar. Se você não aceitar (sem investigar) as palavras de Deus que lhe são muito difíceis de entender, você será como a multidão que deixou Jesus depois que Ele lhes disse que deviam comer Sua carne e beber Seu sangue. Uma pessoa espiritual, que ama a Deus com todo o seu coração e toda a sua mente, que ama a verdade e está disposta a ter o seu entendimento humano iluminado pelo Espírito Santo, aceitará o ensino bíblico, não importa o quão irracional, difícil e contraditório seja aceitá-lo."
   
    Eu respondo
    "Concordo! O problema é que, primeiro, devemos determinar o que é realmente bíblico. Para começo de conversa, uma doutrina que faz Deus ser um monstro arbitrário {* ver dicionário, ao final deste escrito}, ser um monstro mau e sádico, que tem PRAZER em predestinar para o inferno e em efetivamente lançar no inferno, é contrária ao que a Bíblia ensina. Ao invés de nos sentirmos falsamente humildes e espirituais por aceitar uma doutrina que é, para dizer o mínimo, desconfortável, devemos realmente ser espirituais e examiná-la de perto e criticamente. Fazer menos que isso não é genuíno amor a Deus e à verdade."
   
    Se você, mesmo não sendo calvinista, não vê absolutamente nenhum problema nele, e também não vê porque um crente deveria se incomodar com a proposição que Deus, para o seu "bom prazer", criou bilhões de pessoas inescapavelmente predestinadas para que sofram por toda a eternidade, então há um problema em você. Tudo o que posso lhe dizer é que não tenha medo de pensar sobre o assunto, examiná-lo, analisá-lo, confrontá-lo com a Bíblia. Deus honra o questionamento honesto, as perguntas e investigações sinceras. As pessoas espirituais não se deparam com questões difíceis e as varrem para debaixo do tapete e as apagam de suas mentes.
   
   
 

   Antes de Começar, 2: Objetivos Finais Dos Que Tentam Me Forçar o Calvinismo

    Todas as vezes em que Calvinistas agressivamente me atacaram por horas, tentando me intimidar e atrair pelo truque do afetado super eruditismo, citando autoridades e autoridades, tentando me deslumbrar e enganar com falsas interpretações de grego aqui e hebraico ali, sempre percebi que, na realidade última, [vou parafrasear Dave Hunt] queriam me forçar a:
·        Não mais crer que Deus ama TODO O MUNDO:
·        Não mais crer que Jesus morreu por CADA E TODO homem, tal como a Bíblia ensina quando tomada literalmente por cada sincero, mesmo crianças;
·        Não mais crer que Deus é BONDOSO para com TODOS, tal como a Bíblia ensina quando tomada literalmente por cada sincero, mesmo crianças;
·        Sim, passar a crer que Deus tem GRANDE PRAZER (!) em mandar multidões para o INFERNO, tal como a Bíblia nunca ensina quando tomada literalmente por cada sincero, mesmo crianças.

    Quem pode negar isso tudo? Quem? Ora, vamos ser francos: em última análise, os calvinistas ensinam ou não ensinam tudo isso?

    Exclamo: Que amor é esse?!?!...
   
    Respondo a mim mesmo que:
·        Deus é AMOR;
·        O amor é BONDOSO;
·        Portanto, tudo que os calvinistas me dizem acima é uma [propositadamente] errada e horrível representação do Deus da Bíblia.

Acho que, doravante, se algum calvinista me escrever injuriosamente, vou lhe responder assim:

Por favor, antes que eu lhe responda, você me responda "Sim" ou "Não" (só valem estas respostas, vou ignorar o que as ultrapassar) 4 perguntas muito simples:
1)      Deus ama TODO O MUNDO? Sim ou Não?
2)      Jesus morreu por CADA E TODO homem? Sim ou Não?
3)      Deus é BONDOSO para com TODOS? Sim ou Não?
4)      Deus tem GRANDE PRAZER (!) em mandar MULTIDÕES para o INFERNO? Sim ou Não?


"O calvinismo, quando levado consistentemente às suas conclusões lógicas [finais], implica que (http://www.pfrs.org/calvinism/calvin09.html ):
1.      As ofertas de salvação de Deus a "todos que quiserem" são insinceras. [Se calvinismo fosse verdade,] Deus não é completamente honesto nas Escrituras.
2.      Deus Se oferece para salvar os não-eleitos se eles conseguirem fazer o que lhes é totalmente impossível. [Se calvinismo fosse verdade,] Deus provoca os [irremediavelmente] condenados.
3.      Deus criou a maioria das pessoas com o propósito de torturá-las para sempre. [Se calvinismo fosse verdade,] Deus é cruel e sádico.
4.      Deus PODE salvar todos, e DESEJA salvar todos, mas escolhe condenar muitos, sem nenhum motivo aparente. [Se calvinismo fosse verdade,] Deus é insano.
5.      Deus controla cada movimento de Satanás, e todo ato perverso do pecador mais vil. [Se calvinismo fosse verdade,] Deus é a fonte de todo mal.
O fundamento [e resumo] de tudo é que o calvinismo, quando levado a suas conclusões lógicas, implica que Deus é um tirano mentiroso, insultante, sádico, insano e perverso que exige a nossa adoração! Podemos substituir a palavra "Satanás" onde está "Deus" na maioria das 5 afirmações acima, dando um retrato mais preciso de [uma] doutrina [demonologia, que é realmente] bíblica.
...
O verdadeiro [e mortífero] erro dos calvinistas é elevar a soberania de Deus às custas de Sua santidade
[pensam que, para elevar o que acham que a Soberania de Deus, Ele tem que ser, têm que aniquilar, reduzir a zero Seus atributos de amor por todos, misercórdia por todos, igualdade de oportunidade [não acepção] a todos, etc.]
"

 
    No que se segue, vamos nos esforçar para, de forma simples,
    - colocar declarações doutrinárias do calvinismo lado a lado com versículos que as destroem quando tomados literalmente;
    - colocar más interpretações de versos pelos calvinistas, lado a lado com suas correções baseadas em duas coisas: literalismo e contexto.
   
   

0) Preliminares,

(sem querer descer às horríveis vidas e desvios de Agostinho e Calvino):
   
    O calvinista crê que, se é que ele foi verdadeiramente eleito (mas só terá certeza disso se morrer perseverando! ...), então, e somente assim, estará eternamente salvo.
    O tormento dos puritanos foi perguntarem-se como se pode ter certeza se se foi realmente eleito.

   
    Nenhum crente "comum", se apenas estudar a Bíblia 100 vezes em 50 anos, sem nem sombra de contato com e contágio por calvinistas, jamais chegou nem chegará ao calvinismo.

    Mesmo o notável estudioso calvinista e historiador, Loraine Boettner, admitiu: "Esta verdade fundamental [calvinismo] do cristianismo [somente] foi vista claramente, pela primeira vez, por Agostinho, o grande teólogo do Ocidente cheio do Espírito" http://graceonlinelibrary.org/church-history/calvinism-in-history-before-the-reformation-by-loraine-boettner/ .
    Pior que não haver um incessante e caudaloso Rio Amazonas desde o século 1, Tim Warner, em https://soteriology101.wordpress.com/2014/12/16/did-the-early-church-fathers-teach-calvinistic-doctrine/ escreve
    "Antes dos escritos de Agostinho, a Igreja sustentava universalmente que a humanidade tinha um livre arbítrio.
    Cada homem era responsável diante de Deus para aceitar o Evangelho.
    Seu destino final, enquanto totalmente dependente da graça e do poder de Deus, também dependia de sua livre escolha de
[um certo dia] submeter-se ou de rejeitar a graça e o poder de Deus.
    Nos três séculos desde os Apóstolos até Agostinho, a Igreja primitiva não teve [defensor de] NENHUM dos cinco pontos do Calvinismo, nem mesmo um sequer.
    Os escritos da Igreja ortodoxa, durante os primeiros três séculos, estão em contraste com as ideias de Agostinho e Calvino.
    O homem é plenamente responsável por sua escolha para responder ao ou rejeitar o Evangelho:     Esta foi considerada como a doutrina apostólica transmitida através dos presbíteros das igrejas locais que tinham sido ordenados pelos Apóstolos, e seus sucessores.
"
    e CITA muitos dos primeiros "pais" [dos erros do Romanismo] escrevendo contrários ao que hoje se chama de TULIP! Confira no link.
   
    Calvinismo não flui da leitura da Bíblia, sempre é obtido por contágio vindo de outro calvinista, e é imposto acima da Bíblia.
   
    Calvinismo é somente uma estrutura de crenças armadas e montadas de um modo extremamente impressionante, intimidando, deslumbrando, atraindo, fascinando, entorpecendo e parecendo ser o cúmulo da erudição, genialidade, santidade e espiritualidade, tais que eles expressam toda gratidão a Deus, e esta estrutura é adotada, varrendo-se para baixo do tapete as Escrituras contra ela, e se tenta mal representar (distorcer), reinterpretar e distorcer a Bíblia de maneira que diga o que o Calvinismo diz.
   
    O GRANDE PROBLEMA: nenhum calvinista nunca, jamais, poderá ter absoluta e final certeza de que é um eleito (portanto vai para o céu e não para o inferno), até que chegue seu último segundo e ele possa pesar tudo e concluir que, neste instante final, perseverou, estava com saldo positivo de obras de obediência contra os pecados de que teve tempo de se arrepender completamente. Mas contraste com 1Co 3:13-15, particularmente 15.
   
1Co 3:13-15  13 De cada um a obra manifesta se tornará; porque o dia [a] declarará, porque dentro de fogo está- sendo revelada; e de cada homem a [sua] obra, de que tipo ela é, o fogo [a] testará. 14 Se de algum varão a obra (a qual ele sobre-edificou) permanece, galardão esse receberá. 15 Se de algum homem a obra será completamente- queimada, ele sofrerá perda; *ele mesmo*, porém, será salvo (todavia, de modo como que através d[o] fogo).
   

    Calvinista: "Hélio, ó seu estúpido: calvinismo é muitissimamente complexo, profundo, místico, esotérico, misterioso, com mistérios incompreensíveis, só pode ser entendido por poucos salvos, com anos e anos de muito esforço e estudo! E muita profundidade e espiritualidade, que você não tem, nem uma nem a outra coisa. Precisa que se apague e anule a mente, isto é muita humildade, como eu tenho, quanto me orgulho de minha humildade e espiritualidade."
   
    Minha Bíblia ensina:
    2Tm 3:15
E que desde criancinha as sagradas EscrituraS tens considerado- e- conhecido, aquelas [que estiveram] podendo fazer-te sábio até à salvação através d[a] fé, aquela (fé) em Cristo Jesus.
Crianças têm entendido Jo 3:16, crido e sido salvas.
   
Porque de tal maneira amou Deus ao mundo que ao Seu Filho, o [Seu] unigênito , deu, a fim de que todo aquele (homem) [que está] crendo  para dentro dEle (o Filho) não se faça perecer, mas tenha [a] vida eterna.

    Calvinista: "Calvino fez suas enormes, chocantes crueldades porque o Papa, os reis, TODOS as faziam naqueles dias. Ele está justificado."
   
    Minha Bíblia ensina:
    1Jo 2:6
Aquele [que está] dizendo nEle habitar deve, do- mesmo- modo- como *Ele* (o Cristo) andou, também ele mesmo andar.
   
Não importam tempos e locais, o crente tem que refletir Cristo vivendo dentro dele. Assim o fizeram Abraão, Daniel, ...